Alice Phoebe Lou é uma cantora e compositora de sul africana, radicada em Berlin, Alemanha. Cresceu em Kommetjie, uma pequena cidade perto da Cidade do Cabo, na África do Sul, e desde cedo teve planos de se aventurar, arrumar coisas e descobrir o mundo… e assim foi: em 2010, com seus apenas 16 anos, fez a sua primeira viagem à Europa durante as férias de verão da escola. Encantada pelas performances dos dançarinos de fogo parisienses se aventurou também em apresentações de rua como forma de obter dinheiro para financiar suas viagens. Voltou ao seu país para completar os estudos e, em 2013, tendo terminado arrumou novamente as malas, desta vez rumo a capital alemã, Berlim.  A liberdade da cidade era inebriante o que fez com que Alice pudesse desenvolver todo seu potencial artístico. Nas ruas de Berlim que a sua carreira musical teve início e se desenvolveu ao ritmo de muito soul, jazz e blues. Alice percebeu que a música era o caminho que ela queria seguir e, deixando se levar pelas pegadas de nomes como Chet Baker e PJ Harvey, começou a compor, criando um estilo muito próprio que se arrisca na mistura de jazz, folk, soul, blues e desafia qualquer definição. Começou a se apresentar nas ruas, em estações de metro, clubes e por todo lado que a chamassem e assim que ganhou popularidade, conquistou fãs dedicados, apoiadores e colaboradores. Lançou, em 2014, seu primeiro trabalho, o EP Momentum, que a fez ganhar grande atenção internacional e lhe rendeu, naquele ano, uma apresentação no evento do TED em Berlim. Em 2016 lançou seu primeiro álbum de estúdio o Orbit, lançado pelo selo alemão independente Motor Music. Orbit foi aclamado pela grande crítica e lhe rendeu a indicação ao prêmio de Melhor Artista Feminina no German Critics Choice Awards de 2016. Para a divulgação de Orbit, passou grande parte do ano na estrada e excursionou com artistas reconhecidos como Boy & Bear, Allen Stone e Crystal Fighters. Gravou em 2017, de forma independente, o EP Sola, de onde saiu o single She que foi utilizado na trilha sonora do filme Bombshell: The Hedy Lamarr Story e que concorreu, posteriormente, ao Óscar na categoria Melhor Canção Original. Atualmente a cantora se prepara para o lançamento de seu mais novo trabalho, intitulado Paper Castles, a ser lançado no dia 08 de março de 2019 (amanhã!). Destacamos, de Paper Castles, o segundo single lançado, Skin Crawl, uma faixa poderosa que surgiu a partir de circunstâncias horríveis vividas por Alice: em entrevista a cantora conta que foi drogada e abusada em uma noite em Manhattan e que escreveu esta canção após esse incidente: “Skin Crawl é sobre as pequenas coisas: as palavras, os comentários, o sentimento que ondula através da sua pele toda vez que dizem que você é uma vadia porque não quer dar a ele o seu número.” A feroz e independente abordagem de Alice Phoebe Lou é uma expressão honesta de sua visão do mundo manifestada através da força de seu vocal cru e de suas letras realistas. Um talento único, curta!



2 comentários em “ALICE PHOEBE LOU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.