De Adelaide, Austrália surge Clue to Kalo, projeto de Mark Mitchell. Trás uma estética lo-fi baseada na incorporação de artifícios eletrônicos a instrumentos tradicionais. Lançou seu primeiro álbum, “Come Here When You Sleepwalk”, em 2003, e com o lançamento deste fez turnê por todo os EUA e Canadá sendo considerado artista de destaque no ano. Já em 2005, lançou o “One Way, It’s Every Way” que de fato marca uma época de turbulência, crescimento pessoal e mudança na vida de Mitchell (refletido claramente em sua música). “One Way, It’s Every Way” além de ‘sutilizar’ a utilização dos artifícios eletrônicos, faz uso de uma variedade enorme de instrumentos musicais (flauta, bandolim, piano, violino, percussão entre outros) tornando o álbum muito mais harmonioso quando comparado ao primeiro lançamento do grupo. Em 2009, com seu terceiro álbum, Mitchell continua sua ‘saga evolutiva’: “Lily Perdida” – que é considerando o melhor álbum de Mitchell – soa como a fusão entre psicodelia+ folk + eletronica à melodias Indie Pop. Assemelha-se muito a  artistas do conhecido selo Morr Music, como: Electric President, Sin Fang, The Go Find etc. Mark Mitchell a.k.a. Clue to Kalo é na melhor das definições: “Inventivo sem ser inacessível”. Enjoy!



Um comentário em “CLUE TO KALO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.